Mensagens

A mostrar mensagens de 2001

À descoberta de Cecília Meireles

Sobre as avós...

Cântico Negro

Sexta-feira ao entardecer

Sem título – só com dor

Parabéns, Pai!

Espasmos

Links e novidades

Pequeno-almoço no Martinho da Arcada

A vertigem voraz da vida

Pai é pai

Esta Cascais de que teimosamente não quero gostar

Um dia a casa vem abaixo

Carta nunca enviada à minha Avó

Ocupada..

A vida não é mais que uma barcaça

Bem-vindo de novo, Sete Colinas

Geografia a quatro mãos

Um poema de João Guimarães Rosa

Um poema de Paulo Bicarato

Links e outras informações

Incómodos

A língua portuguesa

Lisboa em Agosto

Enlaçar-te de carinhos como Amo esta Lisboa

Calcorrear Lisboa

Do Tejo até Cascais

Quero colorir esta Lisboa

Adeus a Sapadores

Prefiro uma nesga de rio a uma imensidão de mar

O que em mim ficou desarrumado

Livres

Lisboa (marcha popular)

Ainda a Lisboa Abandonada

A única nota de beleza é a minha casa

Desci a manhã numa rua orlada de Tejo fugidio

Lisboa abandonada

Cidade coquette

O pai do Esquissos

Lisboa menina e moça e o Homem das castanhas

Esta luz que desflora recantos

Olá! Este é o meu primeiro blog!