Cidade coquette

Lisboa hoje surpreendeu-me de novo em algo que já não devia ser novidade: a sua beleza. Mas a verdade é que há dias em que ela parece mais bela,
como se se tivesse enfeitado de propósito para ser fazer coquette...

Hoje, em São Francisco Xavier, apareceu-me vestida de verde e maquilhada de azul.
Ela veste-se assim, muitas vezes, mas naquele momento em que o tempo pairou sobre a realidade, os meus olhos viam-na particularmente bonita.

A água que lhe aspergia os cabelos deixava no ar gotículas de sonho e de saudade. Ao fundo, o azul dos seus olhos cor de Tejo confundia-se com um outro azul, o do céu em tons de Verão. Pelo meio, uma linha de curvas ténues acentuava-lhe a cintura como quem a abraça da outra margem.

Deixei que o meu olhar descesse a curva do seu corpo, repousei-o no rio e elevei-o depois...

Como quem agradece a benção de amar assim!

(c) Dulce Dias - 2001-07-18

Comentários

Mensagens populares