Um poema de João Guimarães Rosa

Eu queria dormir
longamente...
(um sono só...)
Para esperar assim
o divino momento que eu pressinto
em que hás de ser minha.

Mas...
e se essa hora
não devesse chegar nunca?...
Se o tempo,
como as cousas outras todas,
te separa de mim?

Então...
ah!, então eu gostaria
que o meu sono,
friíssimo e sem sonhos
(um sono só...)
não tivesse mais fim...


Comentários

Mensagens populares