Para que os Direitos Humanos sejam também os direitos da Mulher

A Amnistia Internacional tem em curso uma campanha de defesa dos direitos das mulheres...

Acabar com a Violência Sobre as Mulheres

A Violência Sobre as Mulheres é uma das mais vastas e persistentes violações de Direitos Humanos, e manifesta-se em diversos contextos: na família, na comunidade, nas instituições estatais, em situações de custódia e em situações de conflito e pós-conflito armado.

Aldeia Global

Como é que seria a violência sobre mulheres num mundo visto à escala reduzida, numa aldeia global de 1000 pessoas? (os números são baseados nas estatísticas da ONU, OMS e organizações governamentais e não-governamentais)

- 500 pessoas são mulheres
- Seriam 510, mas 10 nunca chegariam a nascer devido ao aborto por escolha de sexo ou morreriam devido a cuidados médicos inadequados
- 300 são mulheres asiáticas
- 167 destas mulheres são espancadas ou expostas à violência durante a sua vida
- 100 destas mulheres serão vitimas de violação ou de tentativa de violação durante a sua vida


Estatísticas de casos em Portugal

Em relação à estatística apenas temos disponíveis dados relativos a 2002 (no ano de 2002 verificaram-se 11677 ocorrências criminais registadas pela PSP e GNR no contexto da Violência Doméstica) dos quais se podem aferir as seguintes referências percentuais:

- 82% dos suspeitos são do sexo masculino
- 85% das vitimas são mulheres
- 85% dos crimes são contra a integridade fisica
- 89% dos crimes são cometidos pelo conjuge ou pelo companheiro

Saiba mais aqui
Subscreva os casos-apelo aqui
E assine a Petição para Acabar com a Violência sobre as Mulheres aqui


Et maintenant en français parce que...
Les Droits Humains s'accordent aussi au Féminin


"Halte à la violence contre les femmes "

Soutenez la campagne d'Amnesty International : Les droits humains s'accordent aussi au féminin

Du champ de bataille à la chambre à coucher, les femmes sont en danger.

En temps de paix comme en temps de guerre, les femmes sont victimes d'atrocités pour la simple raison qu'elles sont des femmes.

Des millions d'entre elles sont battues, violées, attaquées, mutilées, ou même assassinées.

Dans le monde, au moins une femme sur trois subit de graves violences au cours de sa vie.

En Europe, la violence domestique est, pour les femmes de 16 à 44 ans, la première cause de décès et d'invalidité, avant le cancer et les accidents de la route.

Pour savoir plus et agir visitez le site de l'Amnesty International

Comentários

Mensagens populares