Ainda o "Daniel Silva"

Acabei de ler Morte em Veneza (de que vos falei mais abaixo) e continuo a recomendar o leitura.



Mas o nome do autor também continuava a "trabalhar-me" na cabeça! Um gajo que se chama "Daniel Silva" e afinal é americano... OK, nada do outro outro mundo, há muitos portugueses e lusodescendentes espalhados por este planeta fora. Veja-se a Nelly Furtado ou a Lio (que, aliás, também tem Furtado no nome...)...

Assim sendo, pus-me à procura da biografia do senhor.

Mas a história do Daniel Silva é bem mais "farfalhuda". O senhor, de português, não tem nem uma gota de sangue. A lusitanidade, adquiriu-a por adopção!!! Pois é, foi adoptado por um português que vivia na América.

Encontrei na Visão a história deste "Silva em terra de Smiths. «Não sou português de sangue... Tenho um 'avô' português, pescador açoriano, porque fui adoptado pelo filho dele. Cresci na comunidade lusa de Massachusetts: acolhedora e generosa. Herdei características desta cultura, como o amor pela vida e pela família. Mas nunca estive nos Açores.» Dos colegas lusos, conhece pouco: leu o Nobel Saramago e mais um ou outro autor de que nem lembra o nome."

Site oficial do escritor: www.danielsilvabooks.com

Comentários

Mensagens populares